Seguidores

quarta-feira, 4 de maio de 2016

BICO DE LACRE - O passarinho nosso

Este registro aconteceu no quintal de minha residência.

Bicos de Lacre


Habitat:
Os bicos de lacre são passeriformes originários de África. Estas aves adaptam-se muito facilmente, na natureza podem ser encontradas em lugares com existência de cursos fluviais, rios e ribeiros, também podem ser encontrados em pastagens com arbustos e silvados.
Temperamento:
Esta ave é muito dócil e não entra em brigas com outras aves desde que sejam semelhantes em termos de porte. Estas aves por vezes são territoriais, chegando os machos na época de reprodução a perseguir outros machos.
Alimentação:
Os bicos de lacre alimentam-se de sementes de ervas rasteiras e campestres, no entanto quando chega época de reprodução necessitam de alimento vivo como por exemplo tenébrio pois é uma grande fonte de proteínas para o desenvolvimento das crias. Em cativeiro costuma-se dar pápa amarela (ovo, mel e aromas de frutas) no meu caso eles chamam-lhe uma delícia, e grite ou areia, o que não pode faltar ao bico de lacre é de manhã uma banheira com água fresca para que ele se possa lavar.
Reprodução:
Em termos de reprodução, a época de reprodução em cativeiro pode ser todo ano desde que tenhamos boas condições mas no entanto a maior parte dos criadores param nos meses de frio e começam como se fosse a época de reprodução em liberdade ou seja de Março a Agosto. A criação desta ave pode demorar, mas para que seja mais rápido o criador "deve" colocar arbustos para que torne o viveiro o mais natural possível. O ninho é o macho que constrói usando fibras de coco, ervas secas, ervas campestres como por exemplo capim e milha, o ninho tem a forma mais ou menos esférica e tem duas entradas, uma onde a fêmea choca os 3 a 5 ovos, e outra onde dorme o macho dorme para proteção.
As crias nascem passado 17 dias  e podem ser separadas a partir dos 45 dias.
  Distinção dos sexos:
O macho, a fêmea e os jovem destingem-se do seguinte modo:
No macho:
as penas caudais junto à cloaca são escuras ou pretas;
no peito apresenta um vermelho vivo e abundante;
o bico é mais vermelho;
apresenta uma lista maior e mais viva junto ao olho;
os machos cantam sendo esta a mais fiel característica para destingir;

Na fêmea:
as penas caudais junto à cloaca são mais claras ou castanhas;
no peito não apresenta tanto vermelho e pouco abundante vermelho;
o bico é mais claro;
apresenta uma lista mais curta que o do macho e não possui tanto vermelho na lista;
as fêmeas não cantam;

Juvenis:
têm uma uma cor neutra sendo castanho escuro e claro;
o bico é escuro;
a lista junto ao olho é vermelho escuro;

Fonte:http://passarosdotelmo.blogspot.com.br/p/bicos-de-lacre.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário